Quando foi seu último check-up?

A melhor estratégia contra as doenças é se prevenir delas! Muitas podem ser descobertas logo no início, minimizando as consequências a longo prazo. De acordo com especialistas, o diagnóstico precoce aumenta a probabilidade de cura e ameniza a necessidade de tratamentos mais complexos. Por isso, o check-up completo anual deve ser seguido com consciência.

Essa bateria de exames é recomendada principalmente para pessoas acima dos 35 anos, mas em casos em que o histórico familiar demanda mais atenção, essa periodicidade pode ser iniciada antes. São feitas checagens simples, que, quando realizadas da forma e no intervalo de tempo corretos, são eficientes na tarefa da prevenção. O fundamental é que, independente de uma faixa etária específica ou de precedentes na família, todos precisam ser incentivados a fazer o check-up.

Alguns fatores de risco potencializam essa necessidade, como sedentarismo, sobrepeso, tabagismo, má alimentação, ser portador ou ter histórico de doenças crônicas na família, e apresentar sintomas frequentes, como dores no corpo, fadiga, palpitação, ganho ou perda de peso repentina, dentre outros.

O check-up é fundamental para o diagnóstico precoce de doenças importantes e recorrentes na sociedade em geral, como hipertensão, diabetes e a maioria dos tipos de câncer. Além disso, muitas ocorrências patológicas que são assintomáticas podem ser diagnosticadas nos exames. 

Aliado a hábitos saudáveis, as checagens de rotina melhoram a qualidade de vida, tanto do indivíduo quanto da sua família. Ao iniciar o check-up anual, a ação vale como alerta e lembrete para que pessoas próximas também atualizem seus exames e mantenham-se bem.

Antes de começar essa jornada em prol da saúde, sempre consulte os especialistas. Geralmente,a primeira solicitação dos exames é feita por um(a) Clinico (a) Geral ou Médico(a) da Família. Mas é fundamental descobrir qual será a melhor abordagem para as suas necessidades e as indicações ideais entre os segmentos de atuação dos médicos.